Arquivo de Abril 2009

O significado da palavra Avó para menina de 8 anos

Abril 29, 2009

avo

Acabei de receber a definição “doce” de Avó redigida por uma menina de 8 anos, publicada no Jornal do Cartacho. Não resisto a divulgá-la. Não, não é por estar na moda o livro de Daniel Sampaio “A Razão dos Avós” (não esquecendo a correspondência reflexiva de Eulália de Barros) que se centra no papel dos Avós nos quotidianos da pós – modernidade. Também não é pelo facto de eu ser avó.
O que está aqui em causa é o paramita da Paciência da Avó que a menina vê, ouve e cheira, sem fechar os olhos, tapar os ouvidos ou o nariz.
“Uma Avó é uma mulher que não tem filhos, por isso gosta dos filhos dos outros.
Os Avós não têm nada para fazer, a não ser estarem ali.
Quando nos levam a passear, andam devagar e não pisam as flores bonitas nem as lagartas.
Nunca dizem “Despacha-te”.
Normalmente são gordas, mas mesmo assim conseguem apertar-nos os sapatos.
Sabem sempre que a gente quer mais uma fatia de bolo ou uma fatia maior.
As Avós usam óculos e às vezes até conseguem tirar os dentes.
Quando nos contam histórias, nunca saltam bocados e nunca se importam de contar a mesma história várias vezes.
As Avós são as únicas pessoas grandes que têm sempre tempo.
Não são tão fracas como dizem, apesar de morrerem mais cedo do que nós.
Toda a gente deve fazer o possível por ter uma Avó, sobretudo se não tiver Televisão.”

Faculdade de Psicologia da Universidade de Coimbra Inaugura XPTO Sexualidades

Abril 28, 2009

Faculdade de Psicologia Inaugura XPTO Sexualidades

Pela primeira vez, a Universidade de Coimbra dispõe de um espaço de apoio (confidencial e gratuito) informativo dedicado ao tema da sexualidade.
Este espaço foi inaugurado no passado dia 25 de Março e tem como objectivo garantir o atendimento/aconselhamento de todos os estudantes da Universidade de Coimbra, no âmbito da saúde sexual e reprodutiva.
Trata-se de um espaço de informação e de apoio à tomada de decisão em que o trabalho a desenvolver se desenrola ao nível das atitudes, desenvolvimento de competências sociais e interpessoais, sentimentos de confiança e auto – estima necessários à promoção de comportamentos responsáveis.
A responsável pelo apoio ao estudante da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE), Rosário Pinheiro, releva como estratégia de intervenção, A Formação pelos Pares. Esta aposta nos Pares assegura uma comunicação mais fácil e atractiva, dado tratar-se de uma comunicação entre iguais.                       sem-titulo1

JOVENS (e não só)expostos ao MSN, Hi5e outros

Abril 27, 2009

net2
Os jovens devem ser advertidos para nunca darem informações pessoais, como por exemplo, endereço, número de telefone/telemóvel, nome do estabelecimento de ensino que frequentam, entre outras. Também não devem encontrar-se com desconhecidos com quem tenham estado “online”. É importante que lhes seja explicado o motivo desta advertência.
O Ciberespaço é como uma grande cidade. Nele podemos encontrar bibliotecas, universidades, museus, locais de divertimento e muitíssimas oportunidades de encontrar pessoas fantásticas dos mais diferentes quadrantes da vida. Mas,(como em quase tudo na vida, existe o verso e o reverso da medalha) como em qualquer comunidade, há também, algumas pessoas que os jovens devem evitar e outras de quem nos podemos aproximar mas, com precaução.

Autobiografia de José Afonso (Cantares)

Abril 26, 2009

autobiografiazeca

Ler mais

Explicar às Novas Gerações o 25 de Abril

Abril 26, 2009

zeca-letrajose_afonso2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O CRAVO VERDE VERMELHO

Abril 25, 2009

 

O CRAVO VERDE VERMELHO

 

Fina d’Armada

 

Abril foi verde e vermelho

para as mulheres foi verde e verde.cravo2

 

Veio um cravo de madrugada

do jardim de várias mentes

da mão de alguém para a minha.

Trazia um rasto de fogo

e ao circular pelo povo

quanta esperança continha!

 

Era um cravo de Abril vermelho,

mas verde de todos os verdes.

 

Agarramos esse cravo

vermelho, verde, vontades,

e conquistamos liberdades,

leis iguais, vitórias mil.

E eis-nos mulheres de Abril

num país de novos tempos,

derrubando muros, ventos,

reivindicando outro espaço,

novos sentires, pensamentos.

 

E quando penso, mulheres,

nas portas que o cravo abriu,

não sei se a flor é o cravo

se é a esperança que então surgiu.

 

Para as mulheres foi verde e verde

o cravo vermelho de Abril.

 

Abril/2000

  

Exposição “Darwin 150,200” no Museu da Ciência e da Técnica da Universidade de Coimbra

Abril 23, 2009

 darwin6

É inaugurada, hoje, a exposição dos 200 anos do nascimento de Darwin e dos 150 da publicação da sua obra mais importante, “A Origem das Espécies”.

Paulo Gama, director do museu da Ciência e Coordenador da exposição refere que esta

se encontra dividida em módulos interactivos que abordam os vários aspectos das teorias darwinianas, como a selecção sexual e o seu papel na evolução, as evidencias na evolução do Homem, ou a questão do aparecimento das plantas com flores. Releva, ainda, a mostra dos documentos e diferentes peças e objectos pessoais do cientista.

Simultaneamente com a exposição, decorrerá um ciclo de conferências subordinadas ao tema “Darwin e a Evolução”.

Dado que esta mostra inclui documentação única, não perca a oportunidade de ver o trabalho e aspectos da vida de um dos mais importantes cientistas da História da Ciência.